top of page

Sua mente é seu maior inimigo


O som do piano me toca desde criança pois, me acalma, me traz para o presente, me transporta para outro mundo, para outro tempo entre as dimensões, me conectando com outras vidas, com minha alma.


Para mim é um calmante natural, além dos mantras, o instrumental do piano me traz a paz que preciso em diversos momentos para me conectar comigo mesmo, com minha essência, me libertando da mente que mente.


Sim, a mente que mente. Nossa mente processa nossos programas internos baseados no que vemos, no que experienciamos e armazenamos, tanto destas como de outras vidas. Percebem como é vasto este arquivo?


Nós viemos para esta experiência terrena sem lembrar do que fizemos em outras vidas, contudo, viemos com cargas deste período, temos também as trazidas em nosso DNA herança de nossos ancestrais, e claro, as novas memórias que chegam a nós desde o momento da fecundação do óvulo no ventre da mãe, ou seja, desde a nossa concepção.


Carregamos em nós as emoções da fase da gravidez, pois, sentimos tudo que nossa mãe sente, criando assim as primeiras memórias, os primeiros programas de crenças, baseados nos sentimentos e emoções dela que são norteados pelos seus aprendizados.


Por isso, cada um reage de uma maneira nas mais diversas situações do dia a dia, desde as mais simples as mais complexas.


Já reparou que em determinadas situações, normalmente de muito stress, ou em iminente perigo, ou ainda, na possibilidade de uma grande perda, agimos de forma impensada, ou melhor, de forma que nunca faríamos em uma situação normal, alterando nosso padrão de resposta?


Isso ocorre porque nossa mente consciente busca no inconsciente como agir, e as vezes, se depara com uma forma diferenciada do padrão, e que benção esta possibilidade.


Nossa mente pode ser nossa maior aliada, para isso, precisamos nos conhecer e conhecer o que se passa em nosso interior, ocorre que a maioria de nós não faz isso, apenas segue a boiada, ou seja, apenas segue como aprendeu, sem questionamentos, e mesmo adulto, não percebe que pode mudar, pode fazer diferente, ou tem medo que esta mudança o machuque, permitindo assim, que esta mente te jogue lá para baixo, se torne sua maior inimiga, uma vez que, irá reproduzir este programa que te machuca, te diminui, te deprecia.


Nós agimos baseados em nossos aprendizados que são armazenados em nossa psique, em nosso HD interno, e consequentemente, seguimos usando programas desatualizados, por isso, digo que nossa mente é nosso maior inimigo.


Reflita:


Quantas vezes por dia você se coloca para baixo? Sabe quando você diz, nossa como sou burro, simplesmente porque errou ou esqueceu algo? Então, está se colocando para baixo, está se autodepreciando.


Quantas vezes você se critica? Aqui em todos os sentidos, corpo, emocional, trabalho, enfim, mais uma forma de se autodepreciar.


Quantas vezes você ouve do outro algo ruim a seu respeito e aceita como verdade e como seu? Por exemplo, a mãe que fala como o filho é desorganizado. Pode até ser, porém com esta depreciação vindo de alguém especial e importante, ao invés de ensinar a fazer diferente, fortalece este adjetivo e contribui para a auto depreciação.


Aqui não julgo os pais, pois como mãe e ser humano também falho, e sim convido os pais a refletirem na importância do que dizem para seus filhos e como isso pode afetá-los.


Pode afetá-los, porque se você se conhece plenamente, a fundo, na sua essência, pode até ficar triste por determinados comentários, mas isso não tem tanta força, inclusive as falas que marcaram o passado passam a ter menos valor.


Toda essa auto depreciação é causada pelos programas que rodam no mental, que paralisam, depreciam, criticam, ou seja, é você contra você mesmo, é você contra sua mente, é uma batalha árdua pois é mais fácil ficar como esta, contudo, és mais forte e pode lutar contra isso, os programas apenas rodam e como um software podem ser atualizados ou trocados.


Utilize esta força de reprogramar-se e comece a elevar suas potencialidades, até mesmo aquilo que não é verdadeiro nesse momento, trabalhe com falas e visualizações diariamente fortalecendo esta ideia em seu mental, atualizando assim este sistema, e quando menos esperar estará rodando no novo modo.


Acredite e confie em ti!


Diga Eu Sou (complete a frase, utilizando apenas adjetivos positivos).


Eu Sou Luz, Eu Sou Amor, Eu Sou Verdade, Eu Sou a Minha Paz, Eu Sou Abundância, Eu Sou Tudo de Melhor, Eu Sou o Eu Sou.


Namastê





quando não resolvemos o problema nosso corpo padece história katrine corte de laços



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page